O que faz a diferença entre um equipamento Reuságua de um equipamento convencional para o reaproveitamento de água de chuva?

Em tempos de escassez financeira o primeiro olhar do consumidor vai sempre para o custo. Afinal , quanto vai custar implantar um equipamento de reaproveitamento de água de chuva no meu Condomínio ? Quanto vou economizar?

A vantagem do sistema Reuságua é que ele já sai muito na frente nesse quesito pois seu custo inicial costuma ser de 50 a 60% do custo de um equipamento convencional! Mas não é só isso que importa na decisão de escolha.

O sistema convencional utiliza filtro de areia e precisa fazer diariamente retrolavagens para mantê-lo limpo. Para isso ele tem que ter uma automação que vai gastar água da Sabesp para poder produzir água de reaproveitamento. Além de não ser muito eficiente, pode até acontecer de num mês gastar-se mais água para limpar o filtro do que o volume de água produzida!

O Reuságua não utiliza filtro de areia, seus filtros são laváveis e reutilizáveis, e mesmo quando necessitarem ser trocados, são de baixo custo, uma outra vantagem. Um inconveniente dos sistemas convencionais é que muitos deles utilizam cloro liquido o que acaba por obrigar o Condomínio a manter um contrato de manutenção mensal.

O Reuságua, justamente por utilizar cloro em pastilha facilmente encontrado em lojas de piscinas ou casas de materiais de construção, não precisa manter nenhum contrato de manutenção.

O nosso sistema é automático. Quando se abre uma torneira conectada a ele o equipamento liga automaticamente e desliga quando terminar o uso. Essas torneiras de água tratada podem estar dispostas em vários níveis. O sistema tem pressão suficiente para alimentar o que for necessário.
Por exemplo: o equipamento pode estar no terceiro subsolo e as torneiras nos outros subsolos ou térreo. Quando qualquer uma delas for aberta o sistema entrará em funcionamento.

Muitas vezes, o síndico preocupa-se com a economia que vai ser gerada esquecendo-se de outras coisas importantes. Quanto custaria repor o paisagismo do prédio se o jardim for perdido numa época de escassez de água? Quanto acresce em termos de valorização do imóvel o fato de ter um sistema de reaproveitamento?

Quando o prédio tem uma medição independente de consumo das áreas comuns, a resposta da economia gerada será quase 100% desse consumo. Quando esse dado não for disponível , é possível estimar em cerca de 10% a 30% de economia na conta geral, chegando até a 70% em edificações que já nasçam adequadas ao reuso.

Além de valorizar o empreendimento como ecologicamente responsável, a implementação de um sistema Reuságua trará sem dúvida uma economia. Mesmo com a implementação de atitudes técnicas por parte das empresas que fornecem água aos municípios , o fato é que o crescimento populacional aliado com os fenômenos climáticos globais, determinam que que o reaproveitamento de água é um caminho sem volta. Diante disso, implantar um sistema de reaproveitamento de água de chuva ou de subsolo é uma atitude inteligente e também geradora de economia.

Sistema Tradicional
Investimento inicial à vista
Exige contrato de manutenção mensal
Automação
(sim para alguns produtos)
Vazão aprox 2m3/hora
Pressurização
(sim para alguns produtos)
Cloro liquido
(difícil e trabalhoso)
Garantia curta
Filtro de areia necessita operação de retrolavagem
Montagem na obra
Sistema Reuságua
Investimento inicial $ em 6 X
Não precisa de contrato de manutenção
Automação completa
Vazão aprox 5m3/hora
Pressurizado, podendo ter pontos de usos em vários níveis diferentes
Cloro em pastilha
(barato e fácil de encontrar em lojas de piscinas, Leroy, etc)
Garantia de 6 meses
Filtro refil
Já vem montado
Para a sua maior informação, nós no Reuságua fizemos uma coleta de links e dicas úteis no reaproveitamento de água.
Veja aqui.